Esportes, eles podem te salvar de várias formas

Publicado: 09/26/2009 por Rodrigo Melo em Eu recomendo

Falar do lado espiritual é regra no blog, do lado sentimental é freqüente, do lado financeiro é raro mas falar do lado físico vai ser a primeira vez.

Resolvi trazer este post porque em um blog que criei pra ajudar as pessoas a se sentirem melhor não pode deixar de falar de esportes, que a meu ver são um dos melhores remédios para diminuir o stress e tirar alguém da depressão e dos vicios.

Eu sempre pratiquei todos os esportes que pude, de futebol a trilha de moto e de tênis a trilha de bicicleta, não só pela vontade como também pela oportunidade (ou falta dela) mas sempre fiz grande esforço pra sempre praticar um esporte, seja ele coletivo ou individual.

A prática de esportes leva a socialização, relaxamento e é sem dúvida um interruptor de liga/desliga para os estressados, uma vez que exige um alto nível de concentração faz com que você se desligue dos seus problemas e relaxe a nível subconsciente.

Até 2003 eu jogava futebol, vôlei, basquete, patins, natação, fazia trilha de moto e tudo mais que aparecesse, mas um fatídico acidente de moto (na cidade, fui fechado por um maluco) destruiu meu joelho tive que abandonar muitos esportes, mas consegui com alguma dificuldade voltar pro vôlei e comecei com o tênis.

Fui seguindo assim, antes de mudar eu jogava vôlei com uma turma fantástica, amigos do peito que me davam muitas horas de diversão e risadas, gente muito mais preocupada em se divertir do que em quebrar recordes, além disso, jogava tênis com meu parceiro Adriano, o tênis te desliga completamente de tudo. Porém, eu tive que me mudar e vir para uma cidadezinha do interior onde não se joga nem uma pelada, tentei muito achar parceiros pra atividades, como não consegui comprei uma mountain bike e comecei a pedalar pelas serras da região e estou mais uma vez apaixonado. Mas lógico, continuo procurando pessoas pra pedalar comigo, é legal ter a independência, mas fica melhor quando tem amigos pra compartilhar.

Além de ajudar a desligar dos problemas o esporte te apresenta desafios e na superação destes a melhora da auto estima, o sentimento de realização e muitas outras coisas. O esporte te leva a conhecer não só pessoas novas mas novos universos, é impressionante como a cada vez que entro em um esporte novo descubro tudo aquilo que o envolve e com isso entro num novo leque de descobertas cheio de pessoas com o mesmo interesse. Por exemplo quando fui montar minha bicicleta entrei na internet pra obter informações nos fóruns de bike sobre peças legais com preços bons, e acabei por descobrir que para cada modalidade (free ride, cross country, down Hill, etc) existem peças mais apropriadas, descobri que os grupos de ciclistas estão aburdamente organizados, que tem mapas de trilhas, encontros anuais, listas de equipamentos testados, além disso descobri que dos meus 15 anos pra cá as fabricas de bicicletas se revolucionaram e criaram uma gama incrível de equipamentos e por aí vai, isso acaba virando um hobby paralelo que caminha junto com o principal. Para alguns é difícil entender por exemplo a alegria de um jipeiro que passa um ano reformando um jipe velho sem nem andar no danado, mas muitas vezes a reforma é mais divertida até mesmo do que as jipadas.

Para aqueles que tem vícios com viés sociais, como alcoolismo e afins eu acredito que o esporte é fundamental justamente por conta do parágrafo acima. Uma das maiores dificuldades de quem bebe, por exemplo, é conseguir lagar a “turma do buteco” que é aquela galera que ele sempre recorria para um happy hour, contava umas piadas e relaxava, quando o cara corta a birita ele corta junto o buteco, porém o stress vai acumulando e como ele está sem suas duas válvulas de escape acaba recorrendo a ambos. Porém quando ele começa a praticar um esporte ele arruma outros amigos, outros compromissos e um monte de coisas pra encher o tempo dele, só que de forma muito mais saudável.

Procure na sua cidade o esporte que mais se identifica com você, não importa se é esporte radical ou xadrez o importante é se juntar a este mundo de saúde e mais felicidade, não tenha preconceitos quanto a sua idade, o Brasil ainda tem muito essas bobagens, quando fui ao Canadá fiquei muito feliz de ver velinhos andando de patins, bicicletas e afins sempre com seus ipods no ouvido, um barato! Mas se você acha que isso é agitado pra você, pratique bocha, boliche, xadrez, peteca, pelada, o que for, o importante é não ficar parado.

Um forte abraço!

Rodrigo Melo

No meu próximo post começa a saga do “Teoria sem conspiração” o primeiro tópico é sobre os polemicos video games, aguardem!

Anúncios
comentários
  1. ww.melo disse:

    Demais mano. Sinto pelo EC! Parabéns pelo estrutura! Matéria de arrancar pica-pau do oco (coisa de goiano)!! Kakakak!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s