Arquivo de setembro, 2009

Esportes, eles podem te salvar de várias formas

Publicado: 09/26/2009 por Rodrigo Melo em Eu recomendo

Falar do lado espiritual é regra no blog, do lado sentimental é freqüente, do lado financeiro é raro mas falar do lado físico vai ser a primeira vez.

Resolvi trazer este post porque em um blog que criei pra ajudar as pessoas a se sentirem melhor não pode deixar de falar de esportes, que a meu ver são um dos melhores remédios para diminuir o stress e tirar alguém da depressão e dos vicios.

Eu sempre pratiquei todos os esportes que pude, de futebol a trilha de moto e de tênis a trilha de bicicleta, não só pela vontade como também pela oportunidade (ou falta dela) mas sempre fiz grande esforço pra sempre praticar um esporte, seja ele coletivo ou individual.

A prática de esportes leva a socialização, relaxamento e é sem dúvida um interruptor de liga/desliga para os estressados, uma vez que exige um alto nível de concentração faz com que você se desligue dos seus problemas e relaxe a nível subconsciente.

Até 2003 eu jogava futebol, vôlei, basquete, patins, natação, fazia trilha de moto e tudo mais que aparecesse, mas um fatídico acidente de moto (na cidade, fui fechado por um maluco) destruiu meu joelho tive que abandonar muitos esportes, mas consegui com alguma dificuldade voltar pro vôlei e comecei com o tênis.

Fui seguindo assim, antes de mudar eu jogava vôlei com uma turma fantástica, amigos do peito que me davam muitas horas de diversão e risadas, gente muito mais preocupada em se divertir do que em quebrar recordes, além disso, jogava tênis com meu parceiro Adriano, o tênis te desliga completamente de tudo. Porém, eu tive que me mudar e vir para uma cidadezinha do interior onde não se joga nem uma pelada, tentei muito achar parceiros pra atividades, como não consegui comprei uma mountain bike e comecei a pedalar pelas serras da região e estou mais uma vez apaixonado. Mas lógico, continuo procurando pessoas pra pedalar comigo, é legal ter a independência, mas fica melhor quando tem amigos pra compartilhar.

Além de ajudar a desligar dos problemas o esporte te apresenta desafios e na superação destes a melhora da auto estima, o sentimento de realização e muitas outras coisas. O esporte te leva a conhecer não só pessoas novas mas novos universos, é impressionante como a cada vez que entro em um esporte novo descubro tudo aquilo que o envolve e com isso entro num novo leque de descobertas cheio de pessoas com o mesmo interesse. Por exemplo quando fui montar minha bicicleta entrei na internet pra obter informações nos fóruns de bike sobre peças legais com preços bons, e acabei por descobrir que para cada modalidade (free ride, cross country, down Hill, etc) existem peças mais apropriadas, descobri que os grupos de ciclistas estão aburdamente organizados, que tem mapas de trilhas, encontros anuais, listas de equipamentos testados, além disso descobri que dos meus 15 anos pra cá as fabricas de bicicletas se revolucionaram e criaram uma gama incrível de equipamentos e por aí vai, isso acaba virando um hobby paralelo que caminha junto com o principal. Para alguns é difícil entender por exemplo a alegria de um jipeiro que passa um ano reformando um jipe velho sem nem andar no danado, mas muitas vezes a reforma é mais divertida até mesmo do que as jipadas.

Para aqueles que tem vícios com viés sociais, como alcoolismo e afins eu acredito que o esporte é fundamental justamente por conta do parágrafo acima. Uma das maiores dificuldades de quem bebe, por exemplo, é conseguir lagar a “turma do buteco” que é aquela galera que ele sempre recorria para um happy hour, contava umas piadas e relaxava, quando o cara corta a birita ele corta junto o buteco, porém o stress vai acumulando e como ele está sem suas duas válvulas de escape acaba recorrendo a ambos. Porém quando ele começa a praticar um esporte ele arruma outros amigos, outros compromissos e um monte de coisas pra encher o tempo dele, só que de forma muito mais saudável.

Procure na sua cidade o esporte que mais se identifica com você, não importa se é esporte radical ou xadrez o importante é se juntar a este mundo de saúde e mais felicidade, não tenha preconceitos quanto a sua idade, o Brasil ainda tem muito essas bobagens, quando fui ao Canadá fiquei muito feliz de ver velinhos andando de patins, bicicletas e afins sempre com seus ipods no ouvido, um barato! Mas se você acha que isso é agitado pra você, pratique bocha, boliche, xadrez, peteca, pelada, o que for, o importante é não ficar parado.

Um forte abraço!

Rodrigo Melo

No meu próximo post começa a saga do “Teoria sem conspiração” o primeiro tópico é sobre os polemicos video games, aguardem!

A oração no momento de pressão e dificuldade

Publicado: 09/17/2009 por Rodrigo Melo em Uncategorized

Tem uma reunião, está com um prazo vencendo a pressão está demais? Tire um tempo, um minuto que seja e converse com Deus, peça força, coragem e sabedoria para o seu desafio e veja como o seu dia vai melhorar.
Um abraço, Rodrigo Melo.

Olá amigos, em breve o Estrutura vai dar espaço a um pouco de polêmica, pois resolvi colocar em prática um projeto que tenho desde que comecei com meu primeiro blog. Teoria sem conspiração é uma coluna que vai mostrar a minha visão sobre temas que são polêmicos ou para os cristãos ou para os não cristãos, vou colocar em detalhes o que eu penso destas coisas e porque, temas como dinossauros, E.T’s, dízimo, namoro sem sexo, mar vermelho sendo aberto e tantos outros. Mas antes que comece o mimimi a minha intenção não é chocar nem ofender ninguém, quero apenas mostrar a minha visão (muitas vezes maluca) sobre como eu me sinto sobre o mundo que nos cerca, não sou teólogo, nem pastor, nem padre nem “especialista” em nada, sou só um cara que gosta de ler, pesquizar e refletir sobre as coisas, tudo que eu colocar aqui é APENAS minha modesta opinião, se não gostar não leia.
Não perca essa jornada!

Um abraço, Rodrigo Melo.

A moeda se estabilizou, muita gente pois a mão na consciência e o dinheiro do brasileiro começa a sobrar um pouquinho, com isso surge sempre a questão. O que fazer para investir meu dinheiro?
Fato é que poupança está um vexame uma verdadeira derrota em termos financeiros, mas o que muita gente não sabe é que outros meios de investir sem correr riscos e sem ter que se conformar com os “rendimentos” ridículos da poupança.
Eu estou terminando de ler o livro “Bem vindo a bolsa de Valores” de Marcelo C. Piazaa  que é um manual para iniciantes como eu e você, contendo tudo o que você precisa para dar seus primeiros passos no mundo do investimento. Abaixo segue a sinopse do livro, mas resumidamente ele vai mostrar que qualquer pessoa pode investir qualquer quantia na bolsa com pouco risco.
Sinopse oficial:
“Você já pensou em investir em ações, mas desistiu só de imaginar a agitação e o universo, aparentemente incompreensível, da Bolsa de Valores? Achou que era preciso ter muito dinheiro para começar? Então saiba que investir em ações é um processo simples, independente e que qualquer pessoa pode participar desse mercado. O livro Bem-Vindo à Bolsa de Valores, escrito para iniciantes, ajudará a compreender o mecanismo dos investimentos de forma fácil e rápida, para que você consiga comprar e vender ações pela internet.

– Invista sem complicação e com qualquer quantia;
– Realize bons negócios comprando papéis de empresas como Petrobras, Natura, Submarino, Vivo, Vale, Lojas Americanas etc.;
– Participe ativamente da abertura de capital das novas empresas relacionadas na Bolsa de Valores;
– Saiba como proteger seu dinheiro das grandes oscilações de preços;
– Acerte em cheio na escolha do home broker mais adequado ao seu perfil de investidor;
– Faça parte do mercado que pode render 10, 20, 30 vezes mais do que a poupança ou os fundos de renda fixa. “

O livro tem uma linguagem bacana, e o melhor de tudo é que ele é muito claro no que diz respeito as suas chances de lucro com cada investimento. O livro é Best seller e está em promoção no submarino de 29.90 por apenas 9.90 (comprei o meu lá).
Além de ensinar como o livro também da dica de papéis, corretoras e até home brokers.

Só não vão esquecer do dízimo ok?
Um forte abraço, Rodrigo Melo

Artigo inspirado por e-mail da Brunnet!

Criando coragem, superando limites.

Publicado: 09/03/2009 por Rodrigo Melo em Reflexão
Adoro essa imagem =D

Adoro essa imagem =D

Desafios exigem preparação, suor e sacrifício, porém muitos que tem todas essas armas nas mãos fracassam por falta de coragem.
“O tímido teme antes do perigo, o covarde durante o corajoso depois” Johann Paul Richter.

Eu sou por natureza um tímido, mas a muito tempo eu resolvi lutar contra isso.
Já falei isso aqui antes, mas não tenho o número de oportunidades perdidas por conta da minha timidez em todos os campos da minha vida, algumas delas me assombrando até hoje, por puro medo, muitas vezes infundado, outras não, mas o que aprendi é que independente do que você teme o não fazer é sempre pior.
Aos quinze anos eu resolvi olhar nos olhos da fera e encarar o problema de frente, e de uma forma ate bem radical. Se algo me dava medo, eu fazia! Muitas coisas eu não conseguia é claro, mas me orgulho de ter me aventurado em muitas coisas antes impensáveis e ter colhido ótimos frutos, mesmo que nos instantes anteriores eu tenha tido pequenos ataques de pânicos, dores de barriga e uma imensa vontade de desistir e largar tudo aqui pra lá. Mas eu fui, na frente de um platéias, na frente de alguém especial, do chefe e por aí vai, me aventurando nessa vida afora. Muitas vezes o novo bate a porta e o medo volta, tão forte quanto antes, mas a experiência me mostrou que arriscar é melhor.
Quando me converti ganhei um reforço espetacular! Descobri que Deus está do meu lado, e que ele não aprecia nem tímidos nem covardes, e que tendo bom animo eu podia partir pra cima que ele sempre vai me ajudar. E assim tem sido minha vida, sempre encarando um desafio maior do que o outro, confiando sempre 100% em Deus e nada em mim, nossa parceria de sempre e que eu adoro.
Eu tenho vencido os desafios, mas nem sempre vai ser assim, isso faz parte da vida e lições têm que ser aprendidas nesse processo, mas eu fico muito feliz de ter um companheiro de equipe que sempre chama a responsabilidade pra cima dele e me da todo o apoio e encorajamento que preciso.
Não importa qual é a dificuldade que você esta pro enfrentar o quão grande seja o desafio a frente, confie que o Deus do impossível está do seu lado e juntos vocês podem tudo!
Fazendo um mea culpa eu peço desculpas por estar postando tão pouco, mas sabem como é.

Um forte abraço.

Rodrigo Melo